Programas criados para auxiliar os jovens a entrarem na educação

Destinado à população acima de 14 anos de idade, o programa é desenvolvido pela Prefeitura com apoio do Governo Federal, através do MEC. Segundo informações da Seduc (Secretaria de Educação) de São Sebastião, qualquer cidadão pode participar do programa, para tanto, basta procurar uma escola no bairro onde reside ou então o Cras (Centro de Referência em Assistência Social), munido de documento pessoal e comprovante de residência para se inscrever.

Ainda de acordo com a secretaria, para se formar as turmas é necessário haver o preenchimento de todas as vagas; cada sala é formada por 16 alunos. Com a turma fechada, as aulas são ministradas por professores voluntários e material didático disponibilizado pelo próprio MEC.

Para auxiliar os jovens, adultos e estudantes, o Governo Federal toma diversas iniciativas. Entre essas, está a criação de programas para a conclusão do ensino fundamental e médio, como por exemplo o Encceja. A prova do programa é realizada por diversos cidadãos, os quais desejam melhorar sua vida, e o Gabarito Encceja é muito aguardado por todos, para que se saiba se houve aprovação ou não.

Boletim Escolar

A consulta boletim escolar tem se tornado frequente na internet, principalmente porque a internet tem se tornado algo indispensável na vida dos estudantes, abolindo de vez cenas de pesquisas em bibliotecas, cópias manuscritas de livros, dentre outros trabalhos. Pensando na tecnologia e virtualização do processo escolar foi criado o Boletim Escolar, onde o aluno pode visualizar suas notas e faltas através de um computador com internet.

Consulta Boletim Escolar

A internet se tornou algo indispensável para quem está pesquisando, pois basta escrever o que procura e pronto, a consulta ao boletim escolar tem sido a mais nova ferramenta oferecida aos alunos de todo país, pois é através dele que visualizamos o seu desempenho, suas faltas, suas notas, enfim, tudo o que avaliado em sua sala de aula, desde o comportamento até a sua capacidade e conhecimento.

Para fazer a Consulta Boletim Escolar é fácil, basta acessar o site www.gdaenet.edunet.sp.gov.br/boletimescolar/consulta e preencher os campos com as informações solicitadas, para isso o usuário tem que ter em mãos o seu R.A. (Registro do Aluno), assim o site irá apresentar as notas de cada bimestre letivo desse aluno.

Definição de Regras para Programas Educacionais de Bolsas de Estudos do Governo

O Ministério da Educação (MEC), publicou ontem a portaria que define as regras para o ProUni 2019, com informações importantes para os candidatos. As inscrições para o ProUni 2019 vão de 14 a 19 de janeiro de 2019, fique atento ao prazo, elas poderão ser feitas no Portal do ProUni, em siteprouni.mec.gov.br.

Entre as regras, dessa vez oficializadas com a publicação no Diário Oficial da União da Portaria Normativa n˚1, de 6 de janeiro de 2019, está a nota mínima para concorrer a um dos milhares de bolsas do ProUni, que é de 400 pontos na somatória das provas do Enem 2011, além de não ter zerado a prova de redação. Outro quesito é que o candidato deverá ter estudado em escola pública ou na condição de bolsista em escola particular.

O candidato será selecionado uma bolsa no ProUni 2019 de acordo com a sua nota no Enem 2011, porém a vaga só estará garantida após a comprovação da documentação exigida, para conferir a documentação completa, consulte a portaria acima. O Governo Federal, visando o aperfeiçoamento dos professores, autorizou que os professores da rede pública de ensino se inscrevam no ProUni desde que os cursos escolhidos sejam de licenciatura ou pedagogia, tirando esta exceção, não é permitido que uma pessoa que já tenha curso superior, possa fazer outro através do ProUni.

Ainda de acordo com a portaria do ProUni 2019 publicada no Diário Oficial da União, para ter direito a uma bolsa integral, o candidato deve ter uma renda máxima de um salário mínimo e meio (R$ 933), para concorrer a bolsas parciais, de 25% ou 50%, a renda máxima permitida é de três salários mínimos (R$ 1.866). Indígenas, negros, pardos e pessoas com deficiência devem pleitear bolsas referentes a “ações afirmativas”.

Foi divulgado o Resultado da primeira chamada do ProUni do meio de ano, neste período do meio do ano, são 3 etapas se seleções sendo que o resultado da primeira das etapas foi divulgado dia 27 de junho, na segunda-feira, o processo de inscrições terminou dia 24 de julho, sexta-feira.

Chamadas

·         Segunda chamada Prouni será em 12 de julho

·         Terceira chamada será em 25 de julho

Para conferir se foi um dos selecionados, deverá acessar o site do Prouni, no endereço siteprouni.mec.gov.br, caso o resultado aponte que você foi um dos selecionados nessa primeira chamada do ProUni do meio do ano, deverá ir até a instituição de ensino para continuar com o processo e obter mais detalhes específicos junto à instituição.

Ao acessar o site do ProUni, para saber se você foi um dos aprovados no resultado, deverá fornecer ao site o seu número de inscrição do Enem 2010 e também o seu número de CPF.

Cronograma

No site oficial do Prouni existe um cronograma, com todas as datas da 1ª chamada, 2ª chamada e 3ª chamada, quando serão divulgados os candidatos pré-selecionados e a data de quando será a comprovação de informações e processo seletivo próprio, além daqueles que ficarem na lista de espera.

O Ministério da Educação (MEC) está discutindo a possibilidade do fim das bolsas parciais oferecidas pelo Prouni, esta é uma das principais mudanças que podem entrar em vigor no Prouni 2019, outras mudanças também estão em discussão no MEC, todas elas devem ser enviadas ao Congresso Nacional até o início do segundo semestre de 2018, para que, se votadas possam entrar em vigor no Prouni 2019.

Atualmente o Prouni oferece bolsas completas e também bolsas parciais de 50%, para o interessado na bolsa parcial é preciso que a sua família tenha renda per capita de até três salários mínimos. No entanto, boa parte das bolsas parciais não estão sendo preenchidas, assim o MEC estuda a possibilidade de oferecer apenas as bolsas integrais, apesar disso, o próprio MEC também defende a bolsa parcial, assim a proposta ainda está em discussão para que seja enviada ao Congresso.

A possível proposta do fim das bolsas parciais do Prouni deve ser enviada em julho para votação no Congresso na forma de medida provisória, além desta proposta também deverá ser enviada uma nova regra de mudança no mecanismo de isenção fiscal às instituições que aderem ao Prouni.

Saiba como aumentar as chances de aprovação em cargos públicos

Ter o nome publicado no Diário Oficial como aprovado em concurso público não é um sonho impossível. A lista de Concursos Previsto 2019 já foi divulgada e quanto antes começar a preparação do estudante melhor. Mas para aumentar as chances há muitas dicas de estudo e preparação para certames. Confira!

O formato de estudo é um dos segredos da aprovação

Os relatos dos concurseiros dedicados vão de longas horas de estudo até devoradores de livros e apostilas. Contudo, a aprovação não vem. O motivo? Na maior parte das vezes está no método usado para estudar.

Segundo o especialista William Douglas, Juiz Federal e autor do livro “Como Passar em Provas e Concursos”, encontrar o método certo de acordo com o seu tipo de estudo e concurso é a parte mais importante. E qual seria ele? A resposta é simples: depende.

Alguns alunos precisam de um material visual e as vídeo aulas são mais indicadas. Já outros rendem melhor com apostilas e livros porque desenvolvem e ficam melhor com leitura. Para estes concurseiros o ideal é estudar em casa, sempre com horário fixo e material atualizado. Já os que se distraem facilmente e adoram um estudo guiado podem ficar com o curso presencial.

O método de estudo é a parte mais importante. Se após colecionar reprovações aos longos dos anos não se consegue aumentar a nota, é indicado revisar a metodologia e tipo de material usado na preparação.

Confira um dos concursos de 2019: Concurso Ibama.

Quanto antes começar a preparação melhor

Antecipação é um dos segredos para se preparar bem para uma prova de concursos. Uma dica é iniciar os estudos pelas matérias básicas como português, redação oficial e raciocínio lógico, comum a todos os concursos públicos (ou uma boa parte deles). Cada área de concurso possui matérias de base e focar nelas é importante.

Em quanto tempo deve ser esta antecipação? Depende do concurso. Alguns exigem alguns meses porque o tempo entre publicação do edital e prova é muito curto. Exemplo: concursos para tribunais. Com prova física é pior ainda como os Concurso Policia Civil 2018 porque ainda há uma preparação extra classe.

O segredo para saber quando sairá um edital é buscar o lançamento anterior e sua validade. Observe a data de validade. Se está próximo a vencer é importante começar a se preparar o mais breve possível.

Resolva questões. Quanto mais melhor!

Como você aprende sobre cobranças de bancas para concursos? Aprendendo a responder questões de acordo com o estilo de concurso, que difere muito da teoria. O grande segredo é resolver questões de concursos.

Há alguns sites para resolver provas de concursos com conteúdo gratuito. Mas buscar a banca anterior e responder muitas questões é uma das formas de aprender muito sobre concursos. Vale responder ao menos uma vez por semana, mas quanto mais tempo tiver disponível para isso melhor.

Foque ainda em conhecer mais sobre a banca organizadora e seu estilo de cobrança. Mesmo que ela não tenha feito o seu concurso anteriormente ela tem questões da mesma disciplina em outros e vale dar uma olhadinha.

Para evitar problemas MEC propõe mudanças em Exames

O Ministério da Educação (MEC) quer propor algumas mudanças na aplicação do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), para evitar os problemas da edição de 2010. As provas amarelas que foram aplicadas em novembro do ano passado continham erros na impressão. Alguns pediram a anulação do exame, mas o MEC conseguiu na justiça o direito de reaplicar as provas apenas para alguns alunos. Outro incômodo também na edição de 2010 foi o vazamento do tema da redação. Um repórter se inscreveu na prova, pediu para ir ao banheiro, e de lá mandou uma mensagem com o tema da redação via twitter.

Para evitar que novos erros como esses ocorram, o MEC estuda duas medidas simples. A primeira é conceder um tempo extra para que os alunos verifiquem se há algum erro de impressão na prova. A segunda é confiscar aparelhos celulares, e entregar somente no final da prova. No ano passado, os alunos foram impedidos de usar relógios e caneta com a tinta azul nas provas.

Para imprimir o cartão de confirmação do Enem 2019 é bem simples e bem rápido, já que é possível imprimir o mesmo diretamente no site, porém, se você informou seus dados corretamente, informou seu endereço completo no momento do cadastro, então o seu o cartão de confirmação do Enem 2019 será entregue na sua residência, através dos correios.

Imprimir Cartão de Confirmação do Enem 2019

Porém, se você preferir imprimir o seu cartão de confirmação, para ter uma segurança ainda mais, é possível sim. Para isso, basta acessar o site do Enem, que é www.inep.gov.br lá você terá acesso ao seu cartão de confirmação, trazendo ainda mais tranquilidade para você.

Site do Enem 2019

Para ter acesso ao seu cartão de confirmação Enem 2019 é bem simples. Após acessar o site do Enem, acesse a área restrita com seus dados, logo em seguida, acesse a opção Local de Prova. Pronto, você vai ter acesso a todas as suas informações sobre o local da prova.

Mas, se ocorrer algum problema, entre em contato com o MEC através do telefone 0800 616161.

Oportunidade para capacitar funcionários de empresas do Brasil

PRONATEC está na Copa do Mundo oferecendo para todas as empresas do Brasil oportunidades para capacitar seus funcionários por meio de cursos de qualificação profissional totalmente gratuitos em 2019 , é uma parceria entre Ministérios do Turismo e da Educação, para isso o Governo Federal criou o site www.pronateccopa.turismo.gov.br com o objetivo de preparar os trabalhadores para atender com qualidade e competência todos que visitarem o nosso País na copa do mundo.

Os cursos são destinados para quem já trabalha no ramo de turismo e para quem pretende trabalhar são mais de 44 cursos oferecidos, além das aulas de língua estrangeira como no curso gratuito de inglês, francês e espanhol os alunos também receberão auxílio transporte e auxílio refeição grátis.

Os estados contemplados no PRONATEC: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás Mato Grosso, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Rio Grande do Norte, São Paulo e Sergipe.

Os cursos oferecidos são nas áreas de Ambiente e Saúde, Desenvolvimento Educacional e Social Gestão de Negócios, Turismo, Hospitalidade e Lazer, Segurança, Informação e Comunicação, Produção Alimentícia, Produção Cultural e Design.

Os empresários interessados em joga neste time devem entrar em contato com a Secretaria de Turismo de seu estado para escolher a melhor forma de qualificar seus funcionários. Empresário fale com o PRONATEC 0800 606 8484. Empresário acesse o site do PRONATEC e saiba maiores detalhes pois a sua organização não terá nenhum custo, os cursos oferecidos pelo PRONATEC são absolutamente gratuitos.

É possível conseguir financiamentos estudantis sem fazer o Enem?

Os interessados em informações sobre o FIES 2019 segundo semestre, pode obter todos dados do serviço neste artigo. Nele, criamos um guia do FIES 2019 segundos semestre, que apresenta informes sobre inscrições e as novas regras. Confira:

FIES 2019 Segundo Semestre

O FIES (Fundo de Financiamento Estudantil) é um programa criado pelo Governo Federal com parceria com o Ministério da Educação (MEC).

Através do programa é possível financiar a graduação no ensino superior para os alunos que possui matrícula nos cursos superiores de instituições privadas.

O aluno que tem o desejo de cursar uma faculdade pode realizar o seu sonho, pois o Fies proporciona um financiamento com taxas de juros acessíveis.

A estimativa é que no próximo ano o Ministério da Educação (MEC) libere mais 300 mil novos contratos.

Inscrições

O aluno para realizar a inscrição no FIES, precisa ter uma avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). O financiamento pode ser feito pelos estudantes que são matriculados em uma instituição não gratuita.

O FIES é negado para:

  • Quem não foi selecionado pelo MEC;
  • Possui renda bruta maior a três salários mínimos;
  • Relata matrícula trancada;
  • Tenha dívida com Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC);
  • Fez a partir de 2010 o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) e teve nota abaixo de 450 pontos;
  • Seja favorecido do Prouni (bolsa integral);
  • Usufruidor do Prouni (bolsa parcial), ou com dissemelhante do registro do FIES;
  • Aluno teve o financiamento do programa, menos o que atestar que não houve gozo.

Para fazer a inscrição para o FIES é necessário entrar no site oficial do Fies e fazer a inscrição no Sistema de Seleção do FIES (FIES Seleção).

Em seguida, o aluno deve inserir os seus dados:

  • Cadastro de Pessoa Física (CPF);
  • Data de nascimento;
  • Endereço de e-mail válido;
  • Senha para acesso ao sistema.

FIES 2019 inscrições

Com os dados informados, automaticamente o aluno vai receber uma mensagem no endereço de e-mail para validar o cadastro. Em diante é possível ter acesso ao FIES Seleção, informando dados pessoais, do seu curso e instituição.

Primeiro acesso

Para o primeiro acesso, clique na imagem (abaixo) para abrir a página do cadastro do sistema. Depois confira, passo a passo como preencher.

  • Clique na imagem para entrar no cadastro do Fies.
  • Em seguida, digite seu CPF, data de nascimento, endereço de e-mail válido, e senha para sistema.
  • Depois de preencher, aperte “enviar”

No e-mail de cadastro, espere chegar uma mensagem para poder validar o seu cadastro.

No link recebido via e-mail, é possível ter acesso ao Fies Seleção e concluir a inscrição inserindo dados pessoais, do seu curso e da instituição.

Depois de o estudante ser pré-selecionado, basta acessar o SisFIES para conseguir efetivar sua inscrição, no prazo de cinco dias corridos do momento da pré-seleção. Não se esqueça de informar os dados do seu financiamento.

Com a conclusão da inscrição no SisFIES, é preciso validar as informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), na instituição de ensino em 10 dias, conforme dia posterior s sua inscrição.

Em seguida, o aluno vai ser direcionado pela CPSA da sua instituição para finalizar o financiamento.

Com a validação, é necessário que o interessado e o fiador vão em um agente financeiro do FIES (prazo de dez dias a partir do terceiro dia útil) para confirmar o financiamento.

No momento da inscrição no SisFIES, o aluno pode escolher a instituição bancária, sendo o Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal. Posteriormente será preciso fazer o aditamento, mas o processo pode ser feito online no site do Ministério da Educação.

Dica: os novos cadastros podem ser feitos no início do ano de 2019 no segundo semestre, mas os alunos que já apresentam contrato podem optar pelo período de renovação.

  • CPF, caso for menor e não emancipado é necessário o CPF do representante legal.
  • Documento de identificação.
  • Documento de Regularidade de Inscrição (DRI) emitido pela Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento do FIES (CPSA).
  • Termo de concessão ou com atualização da bolsa parcial do ProUni, se necessário.

Novas regras

Com a mudança os cursos prioritários vão ter suas vagas ocupadas na área da saúde, engenharia e formação de professores.

Os interessados que apresentam um diploma superior podem fazer o financiamento do FIES, mas é precisar se encaixar nos requisitos do edital.

Já a renda família bruta deixou de ser 2,5 para três salários mínimos.

As vagas com prioridades são para regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, sendo por microrregião (caracteriza os agrupamentos dos municípios do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE).

Todavia, a distribuição destas microrregiões vai seguir os critérios:

  • Demanda por ensino superior;
  • Financiamento estudantil;
  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de cada município.

Desta forma, concluímos que estas novas regras para o FIES 2019 segundo semestre irão garantir a inclusão social, além de um ensino de qualidade e correção das desigualdades sociais.